8 dicas para controlar a conta de luz na mineração

A indústria do Brasil se prepara para um momento de revisão de seus trabalhos, no que tange à eletricidade. A mineração terá que se adaptar, visto que a previsão de alta na conta de luz está sendo uma realidade.

Isso se deve aos complicadores no cenário brasileiro. A onda de calor, a instabilidade nas chuvas e a retomada da economia pós-pandemia impactam o setor energético.

Porém, pequenas práticas podem reduzir o peso desse insumo na linha produtiva. Também será uma chance de melhorar as condições da planta, tanto nos equipamentos como na estrutura – fiação, caixas de força e iluminação, entre outros.

A estimativa dos técnicos é que metade da conta de uma planta vem do consumo de eletricidade para a transformação do minério.

Confira oito dicas para baixar o valor da conta de luz.

. 1 Valorize a luz natural

O emprego da energia numa planta deve levar em conta dois fatores principais: a ventilação e a iluminação.

Quanto mais os projetos, e mesmo as adaptações posteriores, valorizarem esses dois itens de forma natural, menor será a quantidade consumida. Uma ventilação bem desenvolvida, por exemplo, ajuda a diminuir o calor na área produtiva. Nos espaços fechados, reduz a utilização do ar-condicionado, um dos campeões no ranking de vilões das contas.

. 2 Planilha ajuda no controle

Uma planilha no computador ajuda na visualização dos dados e no controle do consumo nos espaços. A orientação é que a planilha contenha todos os equipamentos da planta. Um ponto extra de luz, por exemplo, deve ser citado e dimensionado, mesmo se usado eventualmente.

O consumo é calculado pelo tempo de utilização multiplicado pela potência, que vem identificada no equipamento. O resultado, em quilowatt-hora (kWh), vai para a planilha. Daí você terá indicadores de consumo, que serão importantes nos objetivos da ação.

Mesmo espaços de uso coletivo, como escritórios e sanitários, devem constar da planilha.

. 3 Ouça a equipe e fixe metas

A planilha ajuda a medir e a gerenciar o uso da eletricidade na indústria.

Crie um grupo de redução de consumo, com representantes das várias áreas. Esse grupo ajuda a estabelecer metas de redução. Também ajuda a coletar, entre os colaboradores, opiniões sobre quais medidas adotar para que os índices sejam atingidos.

O grupo ainda poderá, a partir dos indicadores, avaliar quais medidas de contenção trouxeram os resultados esperados, já que a redução muitas vezes é fruto de várias pequenas iniciativas.

. 4 Divulgue ao máximo

Deu pra ver que o capital humano será importante nesse processo. Então, estabeleça diálogo com o time!

Use as várias formas de comunicação para abordar a questão. Valem os Diálogos Diários de Segurança (DDS), informativos, quadro de aviso ou holerite. Grupos de Whatsapp também colaboram na divulgação.

Divulgue os resultados! Isso motiva os colaboradores.

. 5 Manutenção sempre

Faça regularmente manutenção preditiva e preventiva. Fabricantes de equipamentos para mineração citam ao menos uma inspeção anual quanto a itens como oxidação, aquecimento, entre outros.

A preditiva trará indicadores que ajudarão na avaliação dos resultados.

. 6 Use peças confiáveis

Cuidado com a economia “fake”!

Fornecedores de equipamentos alertam para o cuidado na reposição de dispositivos presentes nos equipamentos utilizados na britagem, peneiramento e moagem.

Exemplo: manutenção em motores elétricos pede peças fornecidas por marcas confiáveis, o que também amplia a segurança nas operações.

. 7 Planejamento é importante

Atenção para o consumo nos horários de pico. A distribuição das atividades de forma equilibrada forçará menos o sistema como um todo e deixará a conta menos pesada.

Evite também o “liga e desliga” dos maquinários.

Avalie o consumo por etapas do processo, ou por plantas.

Se necessário, dialogue com a concessionária da sua região.

. 8 Valem as medidas adotadas em casa

O que se faz na residência dos colaboradores, vale para a empresa! Exemplo: a redução troca de lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou de LED baixa o consumo em até 30%.

Também é recomendável retirar da tomada os aparelhos que não estão em uso. Exemplo disso é o carregador de celular. Quanta gente não tira só o celular do carregador, que, por sua vez, continua na tomada. Há consumo de energia mesmo se o aparelho não estiver conectado.

Não tendo atividade numa sala, desligar o ar condicionado e as luzes. O “abre e fecha” de uma geladeira amplia o consumo, então, tente concentrar o acesso a ela.

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.