Conectividade rural ampliará cuidado com solo

O calcário integrará o grupo de principais atores na geração de novos negócios que virá com a ampliação da conectividade rural. Um levantamento da Esalq/USP mostra que o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária no Brasil poderá crescer até R$ 100 bilhões com o aumento da cobertura por internet rural.

O dado foi apresentado na live “Ações para ampliação da conectividade rural”, realizada em Brasília, no dia 19 de maio. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, participaram.

A Abracal integrou o grupo de entidades que acompanhou o evento de forma remota, a convite da ministra.

Apenas 23% do espaço agrícola nacional possui internet. Apesar disso, o Brasil consolidou-se como potência agroambiental mundial. A transformação na forma de produzir no campo virá com a conectividade.

Produtividade perto do teto

A qualidade do solo, incluindo práticas como o uso do calcário, será um dos pontos incrementados. Deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Agrícola (FPA), Sérgio Souza (MDB-PR) avalia que a produtividade no campo se encontra próxima de seu teto no Brasil, sendo necessárias medidas para ampliação – como a expansão da internet.

Segundo o Ministério da Agricultura, o estudo da Esalq balizará ações inéditas para ampliação da conectividade rural. O Ministério das Comunicações apontará as tecnologias, a partir de estudos e consultas públicas.

“A conectividade promove o avanço tecnológico no campo e a aproximação real do meio rural com os grandes centros urbanos”, disse Tereza Cristina. A ação ainda será um grande estímulo para fixar o jovem no campo, declarou.

Dados para tomar decisões

O estudo cita o modelo telecom (sinal 2G, 3G, 4G) adotado até 2026. As 4.400 torres já existentes seriam aproveitadas. Com 48% do território agrícola coberto, o atual VBP projetado de R$ 1,057 trilhão cresceria 4,5%. A conectividade telecom incrementaria no valor final entre R$ 47 bilhões e R$ 101 bilhões.

A cobertura possibilitará maior produtividade e geração de riqueza no campo, assistência técnica remota – como o reparo à distância de máquinas – e capacitação online. Pequenos e médios produtores devem ser beneficiados com dados para tomada de decisão, incluindo o cuidado com o solo.

Para escolas rurais e comunidades longínquas, a conectividade virá de satélites, com testes em 156 comunidades de 10 estados.

Clique aqui e assista à íntegra da live.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *